• Sejam todos bem-vindos.

  • Edificio Sede do STJ

  • Gabinete do Presidente

  • Sala de Audiência do Presidente

  • Sala de Reunião

     Supremo Tribunal de Justiça

São Tomé e Príncipe

Após encontros oficiais em Luanda e Maputo, hoje a delegação da EMERJ deu início aos encontros em São Tomé no âmbito do Protocolo entre a Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro e os PALOP's.

Este acordo, entre a EMERJ e os PALOP's, visa essencialmente a formação e capacitação, troca de experiências entre magistrados, professores, pessoal técnico, investigadores dos respetivos Estados. Em seguida, a equipa seguirá para Cabo Verde e Guiné Bissau. Neste momento, Angola, Moçambique e São Tomé e Principe já assinaram o Protocolo de Cooperação.

MEJ

A justiça são-tomense  coadjuvada com a Escola de Magistratura do Estado de Rio de Janeiro (EMERJ) equacionou a possibilidade de implementação de justiça itinerante, no sistema judicial do país, num encontro que decorreu, hoje, na capital do país, São Tomé,  nas instalações do Supremo.

“Temos estado a dar passos no sentido de encontrar espaço e parceiros  capazes de galvanizar os nossos Tribunais”, avançou o juiz conselheiro do Supremo, Silvestre Leite.